O Conde de Monte Cristo

Clássico. CLÁSSICO. C-L-Á-S-S-I-C-O. Simplesmente uma obra-prima da literatura mundial. Quem ainda não leu esse livro não sabe o que está perdendo. Eu ainda não o conhecia, apenas o filme homônimo, e por boca de outras pessoas. Mas depois que o li pude ver o que é literatura de altíssima qualidade, muito bem feita, arquitetada e surpreendente.

Esse livro de Alexandre Dumas narra a história de Edmund Dàntes, um jovem marinheiro do navio Faraó que com apenas 19 anos recebeu uma proposta para se tornar capitão da embarcação. O convite o tomou de assalto, pois era um sonho dele. Além disso, ao chegar na sua cidade, ele reecontra Mercedes, sua noiva, e marca a data do casamento. Tudo parecia correr bem, não fosse pela inveja de Danglars, comissário do navio e desafeto de Edmund, e Fernando, primo de Mercedes, a quem ele amava loucamente.

Certo dia os dois inimigos de Dàntes se encontram e acabam por saber que os dois partilham do mesmo desgosto pelo mesmo. A partir daí eles tem uma ideia e colocam-na em prática. O que eles planejam incrimina Dàntes de tal forma que não há escapatória. No dia da festa de casamento chegam policias e o prendem no meio da festa. Ele, sabendo de sua inocência, vai preso crendo que logo será solto. Mas a trama foi tão bem feita que ele fica preso durante 14 anos. Nesse tempo ele conhece um padre que é tido como louco por todos, pois diz que tem muito dinheiro guardado. Juntos eles planejam uma fuga. Mas o padre morre antes de colocar o plano em prática. A partir daí tudo fica nas mãos de Dàntes. De posse do segredo ele arruma um jeito inacreditável e ruma ao seu tesouro. Munido de uma dinheirama macabra ele começa a fazer justiça à sua maneira. Ele finge ser um empresário do oriente muito rico e começa a fazer com que todos que o ajudaram ou prejudicaram recebam o que merecem. Todos os malfeitores da história estão em altos cargos da nobreza européia, mas com ajuda das pessoas certas ele se infiltra no meio deles. E essa é uma parte muito emocionante desse livro.

No final de tudo, todos pagam pelo que fizeram com ele.
É um livro extremamente bem feito e com uma história linda! Recomendo mais do que todos os outros que já li. Vocês irão adorar!

Anúncios

9 comentários sobre “O Conde de Monte Cristo

    • Pois eu ainda não vi, mas a julgar pelo livro deve ser mesmo maravilhoso. Não sei, mas acho que as coisas mais antigas, como a literatura, tendem a ser melhores que as atuais. Será que estou certo? =P

    • Aaaah, que pena! Eu achei na biblioteca do meu bairro. Era beeem velho e surrado, mas pra mim quanto mais velho melhor! haha, ainda mais com aquele cheirinho de mofo típico de bons livros…xD

      Vou ver se assisto esse filme. Por onde passo todos elogiam ele!

    • Sem problemas line, nem se preocupe com isso.
      Só quero que meus textos estejam chegando a você e que tu possa lê-los. Quanto a comentários, sem stress =)

      beijoo

  1. Ói eu aqui de novo, agora com os outros em dia!
    Eu também já vi esse filme quando era nova e tenho vontade de ler o livro. Pega vc tentando influenciar nós três #rumm 😀

    • Brigadão line, você tá sempre por aqui, muito obrigado pelo apoio!

      Nossa, só pode ser coincidência ou entao esse livro/filme é mesmo um classico como eu o taxei =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s