Não sou homem o bastante para ser gay

Um amigo me perguntou se sou gay, respondi que não sou tão homem assim. É que pra ser gay o cara tem de ser muito macho, afinal tem de enfrentar uma sociedade agonizantemente travestida de democracia – talvez este seja um bom motivo pra que alguns digam ser a democracia uma grande utopia -, um contingente de pessoas que dizem lutar pela paz, mas não conseguem respeitar a opção sexual alheia. É um absurdo se sentir ofendido, a ponto de optar pela agressão física ou verbal, com a opção sexual do seu próximo.

É um crime contra os valores propostos na Constituição uma comissão de senadores dedicar a preciosa pauta legislativa à votações de um projeto que visa criminalizar a homofobia. Pergunto: que diabos de liberdade é essa? Sociedade fétida! Não consegue, ao menos, prestar respeito àqueles que a compõem. Eles, nossos honoráveis legisladores, deveriam “perder” um pouco do seu (precioso) tempo, votando sobre os direitos dos animais, estes sim, (por natureza) vulneráveis e indefesos. Homofobia é um dos outros nomes para o antônimo de democracia. Quem descrimina um homossexual, não pode viver em sociedade.

Não sou daqueles cristãos que julgam antes de amar; não trilho este caminho, aliás, acredito que o amor é um verbo que pressupõe acolhimento e respeito em detrimento de qualquer preconceito. Mas também não sou daqueles que apóiam a homossexualidade alheia. Defendo com unhas e dentes o direito do outro escolher suas relações, mas não sou obrigado a concordar com suas práticas; mas, enfim, isso é uma opinião minha (quem quiser que concorde ou discorde, somos livres pra tanto) – também não concordo, por exemplo, com gente que transa com a mulher alheia; deliberadamente sem camisinha; por diversão; como passatempo etc. Não, não sou controverso, apenas acredito que no ambiente da liberdade todos podemos optar, escolher, decidir…

Não sou calvinista, tampouco determinista, portanto acredito que tudo na vida é uma questão de escolha – mesmo que indiretamente e acometido por fatores alheios à vontade -, até morrer. Não adianta jogar na mesa falácias como: homossexualidade é possessão maligna, alteração genética etc.; não me rendo a essas versões absurdas e deterministas. Homossexualidade é decisão! Felizes são os gays, pelo menos eles decidem e não ficam em cima do muro como muitos “héteros”.

A pergunta do meu amigo se originou no fato de que me declarei virgem; pra variar ele custou a acreditar – ainda penso que ele não acredita. Impera na sociedade uma ideia de que um jovem de 22 anos não pode ser virgem. Se for, ou ele é gay ou louco. Mas virgindade também é uma opção, daquelas que exigem fibra, teimosia e, sobretudo, alguns pingos de loucura. Sexo deve ser algo muito bom, mas decidi seguir o grupo de bobões que acreditam em um amor pra vida toda (insanidade não muito convencional).

A verdade é que sou um daqueles humanos que acreditam ser da mulher o sexo do homem, e vice-versa – e tenho todo o direito de pensar assim. No entanto, ser gay é um grande desafio reservado para homens que são muito machos, corajosos e valentes. Convenhamos, tem de ser muito paciente pra suportar a ignorância da sociedade na qual vivemos e fazemos parte; sociedade viciada em BBB, A Fazenda, Colheita Feliz e afins.

Não sei se desapontei alguém, mas reitero: não sou homem o bastante pra ser gay.

Sou mais um covarde encantado e apaixonado pelo sexo oposto.

Will

Texto do grande blogueiro Will, que por compartilhar de minha opinião, veio parar aqui. Quero pedir desculpa a quem acompanha o blog, mas tem sido difícil mantê-lo atualizado. Mas estamos na medida do possível trazendo textos para vocês =)

Anúncios

2 comentários sobre “Não sou homem o bastante para ser gay

  1. Amei, amei, amei! Há semanas que esse assunto tem surgido muito no meu dia-a-dia e tenho pensado na melhor maneira de colocá-lo num post, sem ser ofensiva a ninguém. Não preciso mais; já achei! (Mas agora não vou mais escrever porque aí viraria plágio, rs!)
    Saudades suas!
    Beijinhos.

    • É estranho, eu também me deparei durante as últimas semanas nesse tema por diversas vezes. Não sei porque. Mas aí encontrei um texto de acordo com o que eu pensava e cá está ele hehe.

      Ah, pode copiar. Eu deixo você me plagiar *-* hahaha.

      Também tenho saudades de seus textos e do pessoal da blogosfera. Tem sido difícil lidar com a mente cheia de temas propícios para o blog e a falta de tempo para elaborá-los. Mas conseguiremos, se DEUS quiser!

      Beijooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s