Mitos Paulistas

Esse ano foi e será de grandes perdas para a história do futebol mundial. Perdemos um dos maiores atacantes de todos os tempos, o eterno camisa 9 Ronaldo, e em breve, no final do ano, mais um mito deixa os gramados: Marcos, o goleiro do Penta. E não bastasse esses golpes na história desse esporte, logo também teremos mais uma despedida: a do goleiro artilheiro Rogério Ceni. Creio que em menos de 5 anos essa notícia se tornará manchete nos nossos informativos diários.

Mesmo que você não goste de futebol será difícil afirmar que não conhece ou nunca ouviu falar nesses três jogadores. Juntos eles alcançaram os maiores méritos do futebol brasileiro em todo e qualquer evento futebolístico ao redor do mundo. Rogério Ceni bateu a marca de 100 gols e, praticamente, 3 Libertadores e 3 mundiais [um mito só por isso, excluindo o fato de ser um goleiro de outro mundo], Marcos nos assegurou o Penta e conquistou os maiores títulos do Palmeiras, e Ronaldo…bem, Ronaldo foi, em suma, o maior camisa 9 que o futebol já viu. E o engraçado é que todos eles jogaram em São Paulo, não só o coração financeiro do país, mas também o berço do futebol brasileiro, por assim dizer.

Fico imaginando, essas baixas do esporte precisam acontecer, como uma seleção natural. Bons jogadores cedem espaço para outros, mais jovens, criando um clico. Porém, olhando o futebol hoje, posso afirmar que não se criarão mais jogadores como antigamente. Com toda certeza estamos vendo o fim da ultima grande geração do futebol. Ótimos jogadores virão e chamarão muito nossa atenção, porém nunca mais veremos alguém jogar por amor pela camisa, jogar com emoção, com gosto, sem se importar com o número de zeros que está na sua conta bancária.

Esses três jogadores [com exceção do Ronaldo] suaram suas camisas pelos seus clubes tanto em momentos ruins como nas horas boas, de títulos e seqüências vitoriosas. Foram exemplos dentro do seu campo de atuação. É algo que muito me chama a atenção, e também entristece, porque vejo que logo nosso futebol será completamente dominado pelo mercantilismo, dinheiro, capitalismo. Já não haverá jogadores como antigamente.

E aí fica a dúvida: qual será o atrativo do futebol daqui pra frente? Quem virá para encher nossos olhos e estufar nosso peito com o ar que ecoará num grito de vitória… quem?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s