Resenha: Brutal Warfare 2011

O dia 23 de julho de 2011 foi mais um daqueles que fica marcado na história. O Brutal Warfare 2011 era um evento muito esperado, já que na edição passada ele já tinha sido marcante. Havia uma grande expectativa pela estréia do Elldorado e Staycore no evento, pela gravação do clipe do Shark Attack e pelo sing along que só o Gaia consegue fazer. E cheguei a tempo de pegar o início do evento.

Na verdade cheguei tarde ao local do show, mais uma vez na Renascer Dom Bosco, em Itaquera. Mas como é de praxe em eventos realizados pelo CMF [infelizmente], houve um atraso de mais de 2h, o que acaba desanimando muita gente de ficar até o final e faz as bandas tocarem menos do que o esperado. Mais uma vez houve reclamações por parte da galera, e esperamos mudanças nos próximos eventos

Deixando de lado o atraso, todas as bandas que tocaram fizeram um som bem feito e sem falhas. E a primeira banda para abrir esse evento memorável foi a Caftor. Eu já tinha visto os caras em um evento no fim de 2009, em Itapevi, e posso dizer que o som deles evoluiu impressionantemente. Mesmo com a casa ainda vazia, teve gente que já estava apoiando a banda e agitando o espaço enquanto as bandas mais esperadas não chegavam. Ponto pra galera que apoiou todas as bandas, e aos caras da Caftor que ficaram até o final do evento!

Depois deles veio a Alyscia, banda da zona oeste de SP que faz um post hardcore maravilhoso. Os caras são novos mas já tem uma boa presença de palco e entrosamento. Só é meio estranho o fato de não terem baixista (nos dois shows que fui deles não vi baixista). Mas o som é muito bem executado, e os caras também possuem muito carisma, o que aumenta a vontade de participar do rolê.

Daí pra frente tocaram inúmeras bandas, e não teria como falar de todas pois o texto ficaria imenso. Vamos então falar das melhores atrações da noite. A banda Devendra mais uma vez agitou a galera com sua performance cheia de energia e peso. Pena a galera não ter vibrado mais, como no ano passado, quando teve até stage dive na hora em que eles tocaram. Mas mesmo assim os caras fizeram aquilo que sabem: um som com peso e presença de palco excepcionais. A banda tem passado por umas mudanças, e creio que elas trarão sempre o melhor para eles.

Outra banda que chamou minha atenção foi o Staycore. Apesar de ser a estreia dos caras no evento, tinha uma galera que já conhecia o som eles, e por isso ajudou bastante, cantando e vibrando a cada som novo. Os caras mandaram alguns covers, entre eles uma execução perfeita de Unspoken, do The Ghost Inside. Depois de ver essa banda maravilhosa ao vivo, vou correr atrás do som deles, para baixar, compartilhar e apoiar!

Falando de bandas que estrearam no evento ontem, teve também a Oh True Martrys e Elldorado. A Oh! True Martyrs me impressionou, porque os caras vieram de Curitiba e viram a galera cantando junto, algo que eles nem esperavam, creio eu. No final a galera pediu que eles tocassem mais, só que a organização não deu ouvidos pros caras. Uma pena, pois de onde a banda veio seria ótimo ouvir mais um som deles.

E Elldorado veio pra ficar, como cansou de falar o Renan Mantovani. Os caras trouxeram um som PROFISSIONAL (não que as outras bandas não tenham, mas o deles é muito bem produzido), e animou bastante a galera com seu hardcore com pitadas de elementos eletrônicos. Se você gosta de Attack! Attack ou Asking Alexandrie, vale a pena ouvi-los!

E quando não há uma estreia pra animar quem vai num show, acontecem as reestréias! E foi isso que aconteceu ontem, com o Instrumentos de Guerra. A banda possui uma experiência considerável e faz um som pesadão e bruto. Algumas mudanças ocorreram em sua formação, mas eles prometem voltar com tudo. E o mais legal é saber que todos os integrantes de banda fazem parte do time produtor do Brutal Warfare. Loco demais!

Os caras do Shark Attack fizeram um show mais que memorável. Foi bem a cara dos outros rolês deles, intenso e positivo, sempre! Mesmo com a pausa que fizeram para que os organizadores levassem uma palavra aos jovens, o som voltou com força total e todas as músicas foram destruidoras. Destaque pra gravação do videoclipe deles que foi feita na noite de ontem (ajudei na captação de algumas imagens). Em breve ele será lançado, mal vejo a hora dessa estreia…

E eis que surge o momento mais esperado da noite: curtir o som do Gaia! Não é exagero dizer que os caras foram a banda mais esperada do rolê. Não é pra menos, o som deles é vivo e intenso, com verdades da vida da galera em cada letra. E o pessoal não se importou com o cordão de segurança formado em torno do palco, mas tentou cantar junto com o Rodrigão em cima do palco. Foi maravilhoso ver todo mundo cantando Correntes, Uma Luta, Uma Vitória e Veneno. Lindo demais participar de um momento como aquele, que não deve em nada para sing alongs como os do Have Heart ou do Comeback Kid. Ficou na história!

Por fim deixo minha opinião sobre o evento: muito bem feito do início ao fim, com uma iluminação perfeita, e um som muito bem preparado para tantas horas de rock. Aconteceram problemas, mas são aceitáveis vendo o tamanho do evento. As únicas coisas que não gostei foram o fato da equipe de segurança impedir fotógrafos e fãs de subir no palco como nos outros anos (quase saiu briga pela truculência deles) e pelo atraso tão grande, que impediu as bandas de tocarem mais.

Eu sei que minha opinião não vale muito para quem organizou o evento, mas queria pedir por aqui que, se algum dos seus produtores pudesse explicar esses fatos, que o fizesse, ou comentando no post ou no email (ojovempensante@gmail.com). Porque é algo que chateia quem comparece e ajuda nesses eventos. E as críticas são uma forma de melhorar o evento, não de diminuí-lo. Logo esperamos pela próxima edição do evento, que pode ocorrer esse ano.

UPDATE!

A galera pediu resenhas do Destreza e do Shark at Abyss, e por isso fui atrás do pessoal que assistiu o show deles pra não fazer algo incompleto ou falso! Como expliquei nos comentários, eu não fiz porque não acompanhei o show no momento em que eles tocaram. Sendo assim segue abaixo a resenha do Destreza, feita pela Georgia Bravo, da United Produções e a resenha sobre o Shark at Abyss e o No More Lies, feito pela produtora Geórgia Vilkas!

…Seguido da Staycore subiu no palco a Destreza, acho que foi umas das bandas que subiu no palco mais rápido, iniciaram com a Intro + Sempre Aqui, seguido de mais duas musicas próprias sem pausa para falar, pois sabiam que o tempo era curto, infelizmente quando chegaram no fim da 3o musica foram avisados de que só havia tempo para mais uma foi, pediram para ficar no palco mais 2 min, porém o evento já estava atrasado demais, a galera queria mais Destreza no palco, ai entrou a duvida se tocavam a tão esperada ”musica nova” como eles divulgaram no twitter ou o hit ”Hoje é mais um dia de sofrimento” , o pedido da galera foi o hit da banda, sem duvida mesmo com esse setlist de 4 musicas o Brutal ficou pequeno pra eles !

Por ser duas bandas que tocaram pela primeira vez no evento, as duas não ficaram nem um pouco atrás das bandas que já eram veteranas no Brutal !

Georgia Bravo.

O No More Lies, como sempre com a sua energia INCRÍVEL e INEXPLICÁVEL no palco, mostrou mais uma vez o seu talento e a paixão real que eles tem pela música, dividindo essa sensação maravilhosa com o público que fez questão de estar lá na frente cantando junto e mostrando o carinho pela banda.

O Shark at Abyss, mesmo com um atraso de quase 2hrs, não desanimaram, subiram ao palco e mostraram aquilo que eles sabem fazer, apesar deles terem ficado muito chateados pelo fato da organização do BW11 ter dado apenas 20 minutos para eles se apresentarem, tocaram a ” Bad Souvenirs Of A Shady Past ” que a galera tanto esperava, e no final quando disseram que eles tinham direito apenas a mais uma música surgiu a cruel duvida sobre tocar o hit ” Salvation” ou o cover surpresa que eles haviam preparado, a escolha foi “Salvation” e não fizeram feio, pelo contrario, foi emocionante ver a galera cantando as músicas, mesmo sendo em inglês.

Geórgia Vilkas.

E aí, gostou, participou ou tem algo pra falar do evento? Comente!

Anúncios

71 comentários sobre “Resenha: Brutal Warfare 2011

  1. Foi mesmo um belo show, algumas bandas obtiveram apresentações não tão boas quanto já vi, receio que seja pelo cansaço ou talvez o tempo em que vêm tocando. Mas confirmo com uma frase que disse muitas vezes no dia :

    – Dias melhores virão.

    As bandas estão assumindo um papel importante na cena e o respeito está vindo à tona novamente. Dispensando breakdowns e two steps, duas bandas somente chamaram minha atenção musicalmente !

    Destreza e Oh! True Martyrs.

    Elldorado que terão uma brilhante trilha à frente eu já conheço daqui da cidade mesmo, e ao evento já esperava o “atraso”, todos eventos existem isto e não me incomoda.

    Agora o que me chamou muita atenção neste show, foram pessoas de distintos lugares e endereços, virem até mim e dizer :

    – Sophie voltará ? Estamos com saudade de você nos palcos, quando Sophie volta ? e assim vai . . .

    Agradeço ao carinho mas, esta pergunta deixo a vocês, a voz do povo é a voz de Deus.

    Luan.

    • É verdade Luan, em comparação com o ano passado algumas bandas não tiveram tanta energia, mas nem por isso foi pior o show.
      Não cheguei a te ver por lá!

      Uma coisa que achei interessante é o fato da galera cobrar a resenha sobre o Destreza porque isso mostra que os caras fizeram um som que agradou todo mundo. Logo postarei algo sobre!
      Seria ótimo ver a Sophie de volta, curti muito o som de vocês quando estavam na ativa.

      Abraços!

  2. Olá, Sou o Léo, um dos produtores do #BW2011, parabéns pela nota, Todas as bandas de parabéns, muito bom evento, agradecemos ao publico de compareceu e representou!
    Quanto as criticas e opiniões, são validas, e elas nos fazem crescer todos os anos, fazendo um fest cada vez melhor.
    Atrasos, foram problemas técnicos, mas rapidamente resolvidos. Não poder subir no palco, foi uma decisão tomada, para que não ocorresse como nos anos anteriores, que após o fest, o palco estava detonado, e esse ano não poderia acontecer o mesmo.
    Quanto a iluminação, som, segurança estrutura e tudo mais, todos os anos buscamos melhorar cada vez mais, para proporcionar para o publico, um show melhor, por isso, somos consagrados o Melhor Fest Underground do Brasil.
    Agradecemos a todos que compareceram, e pedimos desculpas pelos erros, que infelizmente sempre terão, pois somos humanos, mas que buscamos não comete-los novamente, e que isso não nos desanime, e que venham os próximos #BWF.
    Nosso principal intuito como evento, é levar a palavra de Deus, através de um som alternativo, Sabendo que “Brutal Warfare” significa : “guerra brutal”, e essa guerra, é contra o pecado, a destruição dos jovens, influencias malignas e tudo mais, mostrando que dentro da igreja vc pode curtir um som, ser que vc é, sem caretice ou preconceito, mas ser diferente, sendo o que a bíblia diz quem temos de ser. SEMPRE felaremos do evangelho e amor de Cristo.

    Obrigado, Léo, Equipe Brutal Warfare, CMF Brasil
    @DcLeoHernandes
    leonardo_andro@hotmail.com

    http://www.Brutalwarfare.com
    @BWarfareFest
    contato@brutalwarfare.com

    http://www.cmfbrasil.com.br/portal/
    @CMFBrasil

    • Muito obrigado por falar Léo, isso fortalece a cena, transparência sempre!
      O evento foi realmente maravilhoso, não tem o que falar sobre sua estrutura e line-up. Foi um evento histórico do início ao fim. E sobre a galera subir no palco, foi legal explicar aqui porque muita gente não entende isso e queria fazer como no ano passado. Em outros shows gringos que fui também vi que medidas são tomadas para evitar que as pessoas subam no palco, como nas recentes vindas de Comeback Kid e As I Lay Dying em São Paulo.
      E eu tenho certeza que as próximas edições do Brutal serão ainda melhores, com bandas cada vez mais preparadas e uma estrutura mais e mais desenvolvida. É o que todos nós fãs esperamos, de coração!

      Grato pela resposta!

  3. O melhor do show também,é encontrar aquelas pessoas que a gente só conhece online né (:

    foi brutal! Fui com a galera do ELLDORADO,acho que as criticas falam por mim não é mesmo?
    beijo

  4. Sem dúvidas, um belo show e obrigado por mencionar meu nome no meio de tanta banda ÓTIMA. Logicamente, não preciso comentar a respeito do show, você já o fez de uma maneira clara e lógica.

    É isso ai, segue o rock!

  5. parabens à organização do evento! agradeço muito a oportunidade de curtir um som digno com bandas iradas! Elldorado apavora! abração a todos e já sabem! para o alto e avante!

  6. A muitos anos temos trabalhado, trabalhado e trabalhado para alcançar a perfeição no que fazemos e graças a Deus, chegamos onde estamos. Não que alcançamos a perfeição, acho que estamos longe disso, mas creio que em vista das edições anteriores melhoramos BASTANTE!

    As críticas e os elogios nos ajudam, e MUITO. Isso faz parte do nosso crescimento.

    Como o Léo disse, esse ano tomamos uma medida mais focada com questão ao palco.
    Pra quem não sabe, o Brutal foi realizado em uma igreja, e no dia posterior, as 8h da manhã ele precisaria estar inteiro para a realização dos cultos durante todo o dia e o que sempre acontecia é que após cada Brutal o palco sofria algum dano. Por esse motivo não foi permitido tanta movimentação no palco.

    Em relação aos atrasos, são coisas que infelizmente acontecem e que nenhum evento e/ou organização está isenta de imprevistos.
    Vale dizer que sempre que falam de atrasos, muitos já ligam automaticamente a organização e esquecem que o andamento do evento depende da colaboração também das bandas e do público, mas temos plena consciência da nossa responsabilidade pelo o que aconteceu e que para a próxima edição do Brutal Warfare Fest teremos novos itens na lista do que temos à melhorar.

    Agradecemos ao Danilo Soares pela resenha, ao blog O Jovem Pensante pelo espaço, ao CMF Brasil, à Igreja Renascer em Cristo, a Nos Ares que cedeu toda a estrutura de som e iluminação (www.nosares.com.br), ao Wander, nosso parceiro que tem arrebentado nos flashes e cliques, às bandas, ao público e a todos que fazem parte e nos faz ser o que somos.

    A TODOS, nosso MUITO OBRIGADO.

    Atenciosamente,

    Equipe Brutal Warfare Fest
    http://brutalwarfare.com
    contato@brutalwarfare.com
    @bwarfarefest

    • Muito obrigado pelos esclarecimentos galera, eles ajudam a divulgar para o pessoal o real motivo de certas decisões!
      Acho que não tenho muito o que comentar, basta que a galera leia e entenda.
      Sobre a questão de subir no palco e os atrasos, tudo esclarecido!

      E deixo o meu MUITO OBRIGADO por esse evento magnífico, que ficou na história da cena hardcore brasileira, tenham certeza disso!
      Esperando pelas próximas edições!

    • segue aqui uma breve resenha sobre a NO MORE LIES e SHARKS AT ABYSS apenas para não ficar em branco !

      no more lies, como sempre com a sua energia INCRÍVEL e INESPLICÁVEL no palco, mostrou mais uma vez o seu talento e a paixão real que eles tem pela música, dividindo essa sensação maravilhosa com o público que fez questão de estar lá na frente cantando junto e mostrando o carinho pela banda,

      sharks at abyss, mesmo com um atraso de quase 2hrs não desanimaram, subiram ao palco e mostraram aquilo que eles sabem fazer, apesar deles terem ficado muito chateados pelo fato da organização do BWF ter dado apenas 20 minutos para eles se apresentarem, tocaram a ” Bad Souvenirs Of A Shady Past ” que a galera tanto esperava, e no final quando disseram que eles tinham direito apenas a mais uma música surgiu a cruel duvida sobre tocar o hit ” salvation” ou o cover surpresa que eles haviam preparado, a escolha foi “salvation” e não fizeram feio, pelo ao contrario foi emocionante ver a galera cantando as músicas, mesmo sendo em inglês.

  7. O legal é que a resenha do show da Sharks at Abyss n teve né

    Muito bacana e muito respeito com a banda nesse show (Y)

    primeira e última participação dos tubarões nesse “eventosinho”

    • Mano, a resenha não foi feita por ninguém da Equipe do Brutal, mas sim por um espectador, eu! E na hora em que vocês tocavam eu não acompanhei, assisti pouca coisa, por isso o fato de não citar vocês.
      As falhas que aconteceram na hora da banda tocar foram bem chatas mesmo, mas não foi culpa da organização pelo que pude ver e ouvir…o Gaia também sofreu com algumas coisas, mas conseguiram superar e tocar. E eu lembro de ter visto, de longe, a galera cantando com vocês, não tem porque falar dessa maneira de um evento tão forte.

      Só gostaria que você me mostrasse, se conseguir, um ‘eventosinho’ underground tão grande e de nome como esse, por favor.

  8. Salveee brow…….
    Aqui quem escreve é o Rodrigo – GAIA.
    Mano cade sobre o show do Sharks at Abyss e Destreza!!
    valeu pelas palavras ai mano!
    Abraços

    • Então Rodrigo, não falei sobre as bandas porque não assisti elas tocando, por isso não pude escrever. Mas estou falando com o pessoal que curtiu para que eles digam como foi e eu possa atualizar aqui. Melhor fazer assim do que inventar!
      Eu que agradeço pelo apoio e por fazer a galera curti naquele dia especial!
      Abraços

  9. Dispensando comentários de que tal banda teve resenha ou não, observo :

    ” Se sua banda está lá em cima é porque com certeza merecem, existem muitas outras bandas de valor musical extraordinário, porém, o caráter da banda em si não corresponde. Sharks at Abyss hoje é quem leva o nome do Brasil na gringa ( inclusive nos shows que abrem ), e se não me engano batalharam muito para estar onde estão, soberba talvez um ato de inferiorizar o evento, mas acredito que se o público cantou seus refrões como foi visto é porque vocês realmente mereciam estar lá em cima. Ano passado o Sophie viajou mais de 200km pra tocar no brutal ( lembrando que tinhamos um set-list de 7 músicas, e foram tocadas somente 3 ) mas nem por isso o evento deixou de ser consagrado, houve uma banda em que não apontarei o nome, que tocou o mesmo número de músicas, é de perto da localização do evento, e quebrou ( literalmente ) o camarim. Resultado de ter aberto o show também de uma banda da gringa. ( talvez ? ) ”

    Resumindo: O show é de quem paga e não de quem toca !

    Parábens a organização, ao público, as bandas ( inclusive Sharks at abyss, que estão caminhando cada vez mais longe e abrindo sorrisos de muitos que os ouvem ), e parabéns à padaria, que estava com um salgado divino.

  10. Me exaltei nos comentários Danilo, peço desculpas.
    É que como também gastamos gasolina e tal para ir ao show, não ver a banda na resenha sem saber o ocorrido, seria como se não houvesse a participação certo, mas agora estou ciente.

    E Luan, agradeço os comentários, pois, batalhamos demais e ainda estamos batalhando muito por isso, a nossa meta é apenas fazer o que gosta que é tocar.

    E o show foi muito bom mesmo, só me exaltei no comentário.

    • Entendi sua posição Vitor, perder a paciência é normal nessas horas, mas agora tá tudo resolvido!
      Abraços e me desculpe qualquer coisa!

      p.s.: caso você saiba de alguém que queira fazer uma resenha do som de vocês no evento, me mande que eu atualizo o post, assim como fiz no caso da Destreza. Valeu!

  11. HaHaHa..

    Meu Deus quando eu sempre falo que humildade,não é pra qualquer um.

    Puta resenha louca não é porque sou do Shark Attack mas realmente ficou legal,você ta ligado que a cena só vai crescer assim se TODOS colaborarem e não é desmerecendo ninguém que se chega a algum lugar.
    Digo isso pros At abbys porque o som deles é LOUCO mesmo,e isso queima vocês na moral.
    Obrigado Danilão é nois familia ;D

    Gaia ,Staycore e Destreza TAMOJUNTO!

  12. Danilo, valeu pelas palavras, tamo colado em todos role mano!
    E PARABÉNS PELA RESENHA !

    É nois que voa.

    • Podecrer mano, já expliquei porque não fiz a resenha dele, mas vou atualizar o texto com a resenha que a Gê fez!
      Tenho certeza que ano que vem a coisa será ainda mais fina, torcemos pra isso!

  13. Acho que todas as bandas fizeram shows lindos, Staycore, Destreza, Shark Attack, Gaia …

    Acho que Staycore foi uma das bandas que por ser a primeira vez no evento surpreendeu muita gente, fizeram a galera cantar suas musicas e também os cover’s . Sem duvida, fizeram seu nome no evento !

    Seguido da Staycore subiu no palco a Destreza, acho que foi umas das bandas que subiu no palco mais rápido, iniciaram com a Intro + Sempre Aqui, seguido de mais duas musicas próprias sem pausa para falar, pois sabiam que o tempo era curto, infelizmente quando chegaram no fim da 3o musica foram avisados de que só havia tempo para mais uma foi, pediram para ficar no palco mais 2 min, porém o evento já estava atrasado demais, a galera queria mais Destreza no palco, ai entrou a duvida se tocavam a tão esperada ”musica nova” como eles divulgaram no twitter ou o hit ”Hoje é mais um dia de sofrimento” , o pedido da galera foi o hit da banda, sem duvida mesmo com esse setlist de 4 musicas o Brutal ficou pequeno pra eles !

    Por ser duas bandas que tocaram pela primeira vez no evento, as duas não ficaram nem um pouco atrás das bandas que já eram veteranas no Brutal !

    Esperamos ver as duas bandas no próximo BRUTAL WARFARE

  14. Depois que eu li essa resenha eu vi que perdi grandes apresentações. Infelizmente eu nunca consigo ver todas as bandas do Brutal rsrs

    Meu, legal e inesperado pra mim foi ver Instrumentos de Guerra no meio da resenha, sério mesmo!
    Obg! É nóis!

    @IDGrock

    • É Vini, sei bem como é, já fiquei responsável pela sonoplastia em alguns eventos e realmente é complicado haha.
      Ah, tinha que ter IDG porque além de ter acompanhado o som de vocês a galera comentou muito, vocês eram bem esperados. Eu não conhecia o som da banda, só por vídeos, e acabei curtindo!
      Parabéns pelo ótimo show!

  15. gostei da resenha. mas se é uma resenha sobre O EVENTO deveria ter alguém colaborando pra citar todas as bandas do tal. fica chato até mesmo para o próprio brutal warfare ter uma resenha feita por um cara que não acompanhou todas as bandas e deixar de lado bandas como nós [sharks at abyss], destreza e no more lies que fizeram uma parte IMENSA nesse dia de shows.
    e outra, acho que a palavra “HUMILDADE” citada nesses comentários, muita gente não conhece o significado e nem tem a moral para citar aqui

    abraço

    • Sim Alan, entendo o que você diz. Mas a resenha não foi algo oficial, o ‘problema’ é que ele estourou, e todo mundo comentou, daí os erros que haviam nela foram aumentados, mas em nenhum momento quis favorecer banda alguma. Peço desculpas a vocês por não citar a banda, não foi por maldade!
      Abraços

  16. Eu ví todas as bandas do evento, desde a Caftor até o Gaia, assistí todos shows inteiros;

    Na MINHA OPNIÃO e só MINHA ; todas bandas fizeram ótimos shows, todas conseguiram expor sua qualidade!
    Parabenizo a todos, confesso que em diversos shows cujo toquei junto com as bandas que tocaram no BW2011, não pude prestar atenção direito no show, mas como expectador pude ver que a cena está cada vez mais forte, e que os eventos estão se tornando cada vez mais grandiosos!

    Parabéns a toda equipe do Brutal Warfare, organizar um show não é fácil, ainda mais com tantas bandas, e recebendo um público enorme..
    Parabéns a todas as bandas que DETONARAM, não tem nem o que falar, não teve nenhuma banda que não tocou bem..
    Se alguem do Havenna estiver lendo, obrigado por terem me chamado para subir e cantar com vocês, foi uma honra, #tamojunto!

    Se alguem quiser conhecer a minha banda, Sea Smile, segue os links:

    CANAIS OFICIAIS: Sea Smile

    Facebook: http://on.fb.me/kuZSwQ
    Myspace: http://myspace.com/seasmilerock
    Twitter: http://twitter.com/seasmilerock
    YouTube: http://youtube.com/user/easbmetal1

  17. Valeu Danilo pela resenha e só ressaltando que você não faz parte da organização do evento e fez a resenha por “LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE” e que o evento não pediu em momento algum que você fizesse a divulgação dos fatos que ocorreram.

    Sou do Instrumentos de Guerra e agradeço pela menção ao nosso nome, contamos com a força de vocês pra crescer ainda mais, Muito obrigado, mas pra resolver esse empasse do “SHARKS AT ABYSS” você pode editar o Artigo e tirar o nosso nome e colocar o DELES por que agente não faz questão de aparecer man.

    Valeu pessoal do GAIA, DESTREZA, SHARK ATTACK, STAYCORE, OH TRUE MARTYRS (que colaram de longe), e o público por ter colado no evento.

    Valeu família Hard Core

    • Pois é Boni, é bom ressaltar que a resenha foi pessoal e não-oficial.
      Mas da próxima vez farei algo melhor, bem produzido, com fotos e vídeos do evento, vamos trabalhar nisso!
      E, pelo amor, vamos parar com as discussões!
      Abraços

  18. Fala pessoal, beleza?
    Em primeiro lugar, gostaria de parabenizar pela resenha, que mesmo sem algumas bandas, conseguiu mostrar o quanto foi foda esse evento. Vi alguns vídeos no youtube, inclusive do No More Lies, que não apareceu na resenha, e saquei o naipe da parada mesmo..
    Não tenho palavras p/ descrever a minha alegria vendo eventos como este acontecer, ainda mais no Brasil. Muita banda boa, organização nota 10 e a galera representando muito. Isso a gente só percebe lendo resenhas como essa e correndo atrás. Bom seria se no Paraná também houvesse eventos como esse, pois há muita banda boa por aqui também e, infelizmente, a cena não é tão forte como aí em Sampa. Sou guitarrista do Anchor, de Foz do Iguaçu, seria sensacional tocar no próximo BWF.

    Vocês estão de parabéns. Forte abraço a todos, é nóis!

  19. Rox, aprende uma coisa.
    Na internet, todo mundo é amigo e machão !
    Na sua frente, a situação muda !
    Eu duvido que esses caras que abrem o peito pra falar, chega na sua frente e fala alguma coisa 🙂
    É sempre assim, muleque é foda.
    Falador passa mal.

  20. Só acho que TODOS deviam parar com intrigas, e responder no PALCO, mostrando o trabalho de cada um. Mostrar o PORQUE de estar participando de tal evento. Independente do lugar, bandas… Afinal, acho que é isso que TODOS querem, certo?
    É por causa de coisas assim que os festivais ficam uma merda.
    Só temos que botar a mão na cabeça e parar de ser moleque de provocar os outros…
    “Na internet, todo mundo é amigo..” Pior que eu vejo isso direto né?!

    Então peço desculpas pela Sharks At Abyss se houve algum incomodo com algum comentario.

  21. Acho que ninguém aqui está sendo humilde falando de humildade, acho que os Attack deveriam respeitar o que os At Abyss falaram, claramente um ou outro se exaltou, mas se fossem com qualquer uma das banda também teriam a mesma postura, humildade foi exatamente o que o Vitor Pazin da At Abyss veio fazer, pedindo desculpa por ter se exaltado. Diferente infelizmente do Felipe da Attack fez, fazendo este comentário que na minha opinião foi infeliz também. Lendo com uma pessoa que está de fora do rolo inteiro, acho que que muitos que estão falando aqui não sabem o sentido da humildade realmente. O que acho incrível é que quando tem aqueles eventos como “união underground” a galera paga toda de amigos, mas fora dos palcos estão um alfinetando o outro, em vez de realmente se unirem para fazer esta cena crescer, umaa cena que não é nada valorizada pelos os outros, e pelo que eu vejo também por muitos que estão nela mesmo.. Acho que todos deveriam respeitar a opinião de cada um, e principalmente respeitar as bandas que tocaram neste evento (que por sinal foi muito bom, independente dos atrasos) A resenha ficou muito boa, e não vou falar absolutamente nada pela a infelicidade do Danilo Soares por não ter citado algumas bandas, afinal isto não é uma resenha digamos profissional e sim de um cara que foi e viu alguns dos shows e que comentou o que ele achou, (claro que é uma gafe ter coloca umas e deixado outras de fora) mas acho que não vale a pena vocês ficarem discutindo por algo assim, principalmente bandas que foram citadas aqui, isso infelizmente é um pouco ou talvez muita falta de humildade, em se vangloriar por algo que outras bandas não tiveram, e se fosse assim como acompanho o trabalho da At Abyss poderiam se vangloriar de shows que eles fizeram que a maioria das bandas também gostaria de fazer, e em momento algum vi em se quem algum lugar eles fazendo isso. Então pessoal vamos parar de falar de humildade tanto Attack quanto At Abyss e mostrem isso no palco, mostrando que vocês fazem de melhor, porque ficar falando aqui não vai fazer nenhum de vocês mais homens ou mais importantes por isso, só vão se queimar falando um da banda do outro.

  22. Eu sinceramente não provoquei ninguem, e nem fiz picuinha, falei abertamente o que eu acho.
    E não falei mentira nenhuma também.
    Você tem o direito de expor sua opnião de “fora do rolo todo”, assim como eu tenho o direito de expor a minha.
    Eu não pago de amigo de ninguém na internet, nem fico causando.
    Tenho a mesma conduta aqui e no palco.
    E creio que esse papo ai já saturou.
    Tem coisa que nunca vai mudar, so vai prejudicar mais o rolê.
    Vamos fazer rock então 🙂

  23. Eu acho que pra uma pessoa questionar a HUMILDADE de outra tem que conhece-lá muito bem, acho que ninguém aqui pode questionar a humildade dos integrantes do Shark Attack por que muitas pessoas não convivem com eles como eu convivo, eu sei o quanto os meninos são humildes, então não questionem o que não sabem.
    Em relação a resenha, não sei por que deu essa “briguinha” toda, o Danilo fez um comentário pessoal e das bandas que ele viu, então acho que não teve nada de “infelicidade” nessa história, pois como ele vai citar bandas sendo que ele não as viu? Acho que é meio difícil isso.

    Parabéns pela resenha Danilo, fico muito boa.

  24. vcs esqueceram de falar de uma das bandas mais legais do role e q na minha opinião fizeram o melhor show q foi o no more lies

    e corrigindo o cover feito pela staycore foi amber do stick to your guns e naum do the ghost inside

  25. “a guerra é em cima dos palcos”

    quero ver msm quem sobrevive na cena,
    isso sim…
    pq pular, dar uma de caranguejo e levantar a guitarra todo mundo sabe,
    quero ver tocar, timbrar, atuar decentemente,
    tem banda que nem uma gravação decente tem…
    quem dirá soar decente ao vivo!
    trampo de músico sério é pra poucos,
    ñ é a imagem de maloqueiro, todo esse machismo infundado via internet que vai fazer seu som ser reconhecido!

  26. Esse brutalwarfare foi muito bom , apesar dos imprevistos ,mais isso sempre acontece, atrasos falhas na organização ( que na minha opinião , foi sussa essa ano) e etc.

    Todos os Shows foram especias em um modo geral , muitas vezes não pra quem estava assistindo e sim pra quem tocou e fazendo seu trampo ali em cima do palco se realizando fazendo um evento grande que é o BWF.

    Vamos deixar que a cena seja maior que as brigas e intrigas.
    Cade o respeito a união e o amor ?
    Se cada vez a gente se unir mais , nos respeitar mais e nos amar mais a cena será cada vez maior e melhor.

    Deus abençoe a Todos.

  27. Ai sinceramente.. é por isso que a cena undeground no brasil é uma merda e nao vai pra frente nunca.. os mano ai querendo pagar de malandram.. ” em guarulhos a gente resolve ” .. se liga irmao.. faz o seu som direito que já tá de bom tamanho certo.. essas encrenca ai já deu certo.. VAMOS PARAR COM A GANGUERAGEM .. estamos todos unidos por um único ideal que é o ROCK certo .. as bandas Brasileiras são boas.. a cena é que me envergonha!
    e se alguem se sentiu ofendido com o meu comentario vem falar direto comigo.. nao fica causando polemica não ..
    voces nao conhecem porra nenhuma e ficam ai falando merda.. essa cena ai ta uma bosta.. os cara ouve hatebreed ai uma vez na vida e paga de hardcorezao.. ouve BMTH e acha que é pesadao..
    presta a atençao que o baguio é outro.. vamos fazer cada um seu som ai pra entreter a galera

    Lembrando que ninguem é mais homem que ninguem aqui.. somos todos iguais..

    Danilo apesar da falta de informaçao ficou boa sua resenha !

  28. A respeito da Devendra .

    Realmente não estávamos tão bem para o evento pois ficamos na falta de uma guitarra , porem nós fomos digamos que uma das bandas mais “Leves” do evento por assim dizer musicalmente falando acho que o fato de não ter tido STAGE DYVING como no ano passado não quer dizer que o show não tenha sido tão bom.
    Estamos com outro foco neste momento que já não é mais somente quebrar as coisas,agitar que nem loucos e se esquecer de tocar muitas vezes , felizmente ou não pra quem ainda espera uma atitude dessas de nossa parte pedimos que que nem vá aos nossos shows! Pois hoje nosso pensamento é de trazer conteudo para as pessoas sem apelar a uma “religião hipócrita” como muitos insistem ou um estilo de vida idiota,não que no passado não falavamos nada em nossas letras,mas amadurecer faz parte da vida , nosso foco hoje não são só pessoas de 15 ou 16 anos que vão aos shows pra apostar quem roda mais o braço ou pega mais menininha ( nada contra quem faz isso ) , temos hoje uma mente totalmente diferente da que tinhamos.
    Sem dizer que 70 % da banda hoje é composta por integrantes diferentes da outra edição do evento , mesmo assim muito obrigado pelo convite no evento e por ter lembrado de nós na resenha , se eu disse algo que não agrada só peço desculpas pois com esse pensamento de quem foi melhor ou pior confesso que a dita CENA tende a crescer em proporções extremamente idiotas favorecendo não a qualidade musical mas sim quem é mais POP em divulgação ou que tem uma imagem mais agradavel a moda que o Hard core de nossos dias tende a flertar . De qualquer modo novamente agradeço e peço desculpas por não sermos tão bons heheheh .Abrax

    Bob Bernardo.

    • Eu não quis dizer que não foi bom o show, apenas a galera que não se animou tanto.
      É muito bom saber dessas mudanças acontecendo, desejo tudo de bom pra banda nessa nova fase!

  29. manos,foi uma Resenha pessoal do danilo,e não oficial do evento,agradeço o que foi falado da ELLDORADO,ficamos felizes de tocar no BW2011 ! Foi lindo!,eu particularmente gostei de tds os shows,em especial vou falar de tres bandas – NOMORE LIES,DESTREZA E SHARK ATTACK ,a aliança com esses caras vai alem dos roles,os caras representam no palco e fora dele tbm! em fim,gostei da presença de peso da united produções,gege e mark tamu junto! em fim,muitas novidades da ELLDORADO vindo ae! cola com agente no twitter @Elldoradorock

    bejão a todos!

  30. Apesar dos apesarés o evento foi o melhor do ano em questão de bandas nacionais.E sobre a resenha foi um discuido do irmão acontecem gente.agora entre a desavenças das bandas aquáticas kkkkbrinks e eu como um ser terrestre estou do lado do respeito entre os seres humanos.Curto e respeito ás duas bandas. Paz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s