Entrevista com Márcio Doratiotto

Márcio Doratiotto é estudante de Engenharia Elétrica e jogador de Rugby. Seu time foi campeão do último Campeonato Paulista do Interior, disputado semanas atrás. O esporte está vivendo uma interessante ascensão por aqui, e ele está contribuindo pra isso. Além dessa veia esportiva, ele também é um verdadeiro geek. Acompanhe então essa entrevista com ele:

1. Você tem uma vida ativa, com relação a atividades físicas e esportivas. Qual o peso disso em sua qualidade de vida?

Hoje em dia eu vejo os benefícios que a as atividades me proporcionam. Mas nem sempre foi assim, eu era muito sedentário e isso estava influindo no meu sono. A insônia era constante e comecei a fazer atividades físicas para cansar o corpo e acabei tomando gosto. Hoje em dia não consigo ficar parado.

2. O Rugby, como é notório, ainda galga um maior espaço em nosso país. Como você se sente ao saber que participa do que pode ser um inicio primoroso desse esporte no Brasil?

Eu fico muito feliz em ver que as pessoas se interessam pelo rugby. Várias pessoas já me falaram que gostariam de assistir, mas não o fazem porque os jogos são veiculados somente em um canal da tv a cabo. Agora sendo um esporte olímpico, vamos ter mais cobertura de eventos e to torcendo pra uma medalha.

3.  Fale um pouco sobre o campeonato que vocês disputaram e venceram dias atrás.

Nós disputamos o Campeonato Paulista do Interior. É disputado entre 16 equipes de todo o interior de SP, nos moldes europeus. E felizmente, depois de uma preparação dura, que começou em dezembro do ano passado. Nós fomos disparados o melhor time, só perdendo um jogo (para Campinas, em Campinas). E depois de uma final complicada contra Americana, onde jogamos com 14 praticamente o 2º tempo todo, levantamos o caneco.

4. Bate-volta:

  1. Um desejo: Viajar o mundo
  2. Um objetivo atual: Me formar.
  3. Um amor: Minha mãe e meu pai.
  4. Uma música: No Rain, Blind Melon

5. Em poucas semanas aparelhos da Apple fabricados aqui em nossa região estarão no mercado, para alegria dos geeks. Você vê como vantagem a queda dos produtos da marca, como iPods e iPhones?

Acho um máximo a popularização destes produtos, apesar de achar que o preço não vá se modificar, pois já temos celulares top de linha como o Atrix e o Milestone fabricados no Brasil e que possuem a mesma faixa de preço

6. Você gosta de algum estilo de música em especial? Frequenta shows, baladas e afins?

Eu gosto de rock. Mas ultimamente enjoei das mesmas bandas e comecei a abrir minha mente para outras coisas. Por frequentar muito o interior de SP, o sertanejo tomou um bom espaço, mas ouço até rap internacional. Lil Wayne é muito bacana.

7. Quais suas impressões sobre o Rock in Rio? Faltou alguma coisa?

Vi no twitter muita reclamação sobre alguns shows. Mas desde a primeira edição não foi um festival exclusivo de Rock. Em 85 tivemos shows da Nina Haagen, Moraes Moreira, B-52´s, que não são exatamente Rock. Pra mim deveriam ter pegado algumas bandas que não fazem show há algum tempo no Brasil.

8. Nos últimos 15 anos vivemos um boom nas faculdades. Preços baixos, inúmeras opções. Você acha que vale a pena sacrificar um conteúdo de excelência por um preço melhor?

Não. Eu estudei durante 3 anos na FEI, que é considerada uma das melhores faculdades de engenharia do Brasil e não me arrependo de ter gastado 1 centavo nela. A qualidade de ensino é infinitamente superior, os laboratórios são realmente funcionais. Infelizmente o trabalho falou mais alto e transferi o curso.

9. Qual o próximo gadget que você almeja?

Comprei um Xbox 360 nesse fim de semana e to esperando pelo iPad 3.

10. Você se considera eco-chato ou despreocupado com a situação do planeta?

Não sou despreocupado, mas também não sou eco-chato. Faço minha parte em não jogar papel no chão, jogar a garrafa de plástico no lixo de plástico.

11. Tem algum link, texto ou coisa que queira divulgar?

Opa, se quiserem seguir no Twitter: @MarcioDoratioto.

Interessados em jogar rugby ou conhecer mais o esporte, pode me mandar um email, estão todos convidados pra assistir um treino e até mesmo participar. Só precisa de um meião, chuteira e força de vontade.

Anúncios

Um comentário sobre “Entrevista com Márcio Doratiotto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s