Livres 2012

Antes de ler considere que essa resenha é de caráter totalmente pessoal e livre de qualquer imparcialidade. O texto provavelmente conterá algumas discrepâncias com o evento em si, porém isso será explicado no decorrer do texto. Leia por sua conta e risco.

O evento em si foi maravilhoso. Como pontos negativos podemos citar o local, situado num ponto de acesso um tanto complicado, mas não impossível, e também por ser relativamente mal projetado com relação a evacuação das pessoas. Com um público estimado extra-oficialmente em 3 mil pessoas, a saída foi um momento difícil para todos, por ser centralizada e compartilhada por pedestres e veículos. No mais, tudo ocorreu bem.

No primeiro dia, sexta-feira, cheguei com meu grupo um pouco depois do início, já que algumas pessoas tiveram contratempos na viagem para São Paulo, entre outras coisas. Quando chegamos a banda “oficial” do evento, o Livres para Adorar, estava executando suas últimas músicas. Não tivemos muito tempo de vê-los, mas nada frustrante, considerando que a banda se apresentaria novamente no sábado. Após sua participação, pudemos acompanhar uma palavra mui sábia do Pastor Ed René Kivitz, que falou sobre Zaqueu e como devemos nos situar ao olhar para Cristo, genericamente falando. Após a palavra curta porém não menos penetrante tivemos a ministração do louvor pelo intérprete inglês Matt Redman, que executou sucessos de sua carreira e alguns que nossos ouvidos se acostumaram a ouvir, como Dancing Generation na voz de David Quinlan e uma faixa que não me lembro o nome agora,  interpretada nacionalmente pelo conjunto Livres para Adorar. Ainda tivemos tempo para ouvir a música que figurou como a trilha sonora oficial do evento, por assim dizer: We Are the Free. A onomatopéia inicial da música rapidamente se espalhou pelos que estavam presentes, e até hoje vemos a galera citando tal fato nas conversas posteriores ao evento. Amazing!

Ao final do primeiro dia Juliano Son deu uma palhinha de Vai Valer a Pena, uma das músicas mais veneradas pelos fãs de seu ministério, o que arrancou manifestações de alegria da grande maioria dos presentes. Mas a interpretação foi rápida, já que a programação daquele dia já tinha chegado ao fim. Bom foi saber que o dia posterior nos reservaria sensações ainda melhores.

Não lembrarei de tudo que rolou sábado, até porque perdi algumas apresentações. Como o hotel em que estava se situava a alguns quilômetros da igreja, participar de toda a programação do dia era um desafio, já que a mesma englobou os três períodos do dia, manhã, tarde e noite. De manhã já chegamos atrasados, perdendo assim a apresentação de uma banda, se não me engano de John Mark McMillan. Mas não foi algo a se lamentar, já que ele se apresentaria no encerramento do evento. Se não me engano chegamos num período em que haveria o início da programação do período, não me lembro bem. Só sei que pudemos louvar mais uma vez com o apoio de Matt Redman novamente, que deu espaço logo depois para a palestra de cunho cientifico do professor Adauto Lourenço, cientista criacionista que explica de maneira objetiva seu modo de pensar a respeito de coisas polêmicas, como o homossexualismo ou a criação da vida como conhecemos. Show de bola, recomendo a todos que ouçam suas palestras.

Daí pra frente não me pergunte mais o que aconteceu. Sei que tivemos uma apresentação, se não me engano do Livres para Adorar, antes de haver o intervalo para almoço. Eu estava num estado de sono tão pesado que me lembro de poucos fatos que decorreram desse período. Sei que a tarde perdi a palavra do Pr. Luiz Sayão, mas pude ouvir a palavra sobre ação social dirigida por Antônio Carlos Costa. O que ele nos apresentação foi sem precedentes, pois direcionou nossos olhos para o próximo, para as pessoas que realmente precisam de ajuda e apoio, não apenas espiritual mas fraterno, monetário e de qualquer outro cunho físico e abstrato. Sem palavras.

Nesse contexto também tivemos a apresentação do novo projeto liderado por Juliano Son e sua esposa, denominado Livre Ser Piauí. Eles, junto de mais alguns integrantes do ministério estarão se mudando para o estado, afim de criar ali uma instituição de apoio as crianças vitimas de violência sexual. Infelizmente os números relacionados a esse crime são alarmantes, mas graças ao bom Deus eles estarão indo até lá para fazer uma parte desse trabalho tão importante, e que certamente terá o apoio de quem puder ajudar, seja financeiramente ou orando. Assim que puder postarei algo sobre o projeto aqui.

No evento de encerramento tivemos a apresentação de John Mark McMillan, que impressionou com seu característico timbre de voz ressonante, e fez uma apresentação carregada de energia e presença de Deus. Tivemos momentos maravilhosos, e de surpresa, quando o grupo apresentou trechos de músicas próprias em português, algo inesperado, pelo menos por mim e meus amigos presentes. Épico!

Ao final, tivemos uma palavra maravilhosa de Juliano Son, a respeito da perda do primeiro amor, relatada em Apocalipse 2: 1-10. A palavra fez com que os presentes repensassem suas ações aos olhos do Criador, em como sua vida estava ou não baseada nEle. Algo em que eu mesmo pude refletir durante os dias que se passaram ao evento. Algo pra vida toda!

Por fim tivemos a derradeira apresentação da banda Livres para Adorar, que nos brindou com seus maiores sucessos, inclusive o Vai Valer a Pena.

Não tenho muito o que falar sobre o evento, porque qualquer palavra não seria o bastante para expressar a alegria que tive ao conviver durante aquelas poucas horas com meus amigos de longe e de perto. O fato de passar pouco mais de um dia desligado de suas preocupações, curtindo suas amizades na presença de Deus é algo que todo cristão deveria viver pelo menos uma vez na vida.

Fica o convite para que vocês venham ao Livres 2013! Abraços

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s