Utopia Cultural

ou “Mau-Humor: Graças Ao Conhecimento”

Dez e meia da madrugada, cansada e sem ânimo para começar a primeira aula da segunda-feira, fixei-me na lousa à frente. Nem conseguia distinguir as manchas negras  como o plano da professora para a próxima hora e meia. Só pensava em como gostaria de ter ficado ainda mais na cama. Mais do que havia feito ainda aquela manhã, tendo levantado com apenas quarenta minutos para ficar pronta e sair correndo porta afora.

“Bom dia”, começou a professora, em espanhol. “Sabem que dia é hoje?” Ao vê-la apontar para o canto superior esquerdo daquela mesma lousa, percebi que denunciava a presente data como Dia do Livro, bem como o Dia de São Jorge. Desta vez, a mancha negra ia contra o costume de mostrar apenas sua representação numérica. ”Aqui na Austrália vocês também tem um dia para os livros?”

Dia do Livro em Barcelona

Dia do Livro em Barcelona

Ouvindo o silêncio ressonar, fingi que meu cérebro estava vivo aqui dentro, e disse que sim, hoje também. Num espanhol cambaleante, expliquei o que havia visto publicado pelo Twitter da minha Universidade só algumas horas antes. “Acho que é universal, porque foi a UNESCO que escolheu, já que é o dia do nascimento e da morte de Shakespeare.” Por barreiras lingüísticas, nem tentei acrescentar que tinha algo relacionado a Cervantes também.

Com aquele carisma valenciano de sempre, ela aprovou a explicação e passou a contar dos costumes de sua terra. Por lá, as pessoas comemoram por ambos os motivos, e dão a todos os que amam um livro e uma rosa. Ao registrar a informação, mesmo amortecido como estava, meu cérebro conseguiu zombar de mim. Pintou a imagem do paraíso, com pessoas se presenteando e festejando, numa utopia cultural, e me fez desfeita. “E pensar que eu achava a Austrália o máximo!” Queria mesmo era ir morar na Espanha e trocar livros com os outros, num dia dedicado ao melhor objeto já criado, foi a conclusão. E com ela o mau humor, que já ameaçava tomar conta do meu dia, dominou-o.

– Brenda Nepomuceno

Anúncios

Um comentário sobre “Utopia Cultural

  1. Me encanta este texto y me gusta que lo compartas con la gente de Brasil y Australia. También me gusta que hagas debates sobre temas tan discutidos como la religión, que sé que le encantan a Toño y se los recomiendo, como el último texto. No tenía ni idea de que habías escrito otro texto en este blog, lo he mirado hoy por primera vez en mucho tiempo, ya que úlimamente, no tenía mucho tiempo para verlo, y ¡qué casualidad! he encontrado tu texto el más reciente. Ahora mismo no sé como agradecertelo, pero paciencia, pronto te enviaré más vídeos y más recomendaciones. Estoy volviendo a ver la página de Sonia y me está siendo de gran ayuda para conjugar verbos en portugués, lo veo muy similar al castellano.
    Gracias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s