The Walking Dead – A Ascensão do Governador

Sempre gostei de “espelhamentos culturais”. Acho interessante quando um filme se torna livro, quando um filme ganha um musical, ou quando uma série televisiva vira uma coleção de livros. Apesar de existirem divergências entre as produções em 99,9% dos casos, é legal ver os resultados e compará-los, por vezes libera até mesmo uma nova visão da história em nossa interpretação. E um livro que li nas últimas semanas que se encaixa nesse contexto é “The Walking Dead – A Ascenção do Governardor”.

Antes de falar sobre a leitura, fiz uma pesquisa sobre a história e descobri que antes de ser tornar um livro ela Continuar lendo

Anúncios

Em Chamas

Depois de alguns meses podemos ver o “estrago” que Jogos Vorazes fez. O filme teve uma das maiores bilheterias da história nas terras americanas e em outros países também. A expectativa que existia em cima da obra era muito grande, e os fãs puderam se deliciar com o trabalho bem feito dos produtores, não só sendo fiel a história original (lógico, houve discrepâncias, mas aquelas esperadas numa adaptação) e envolvendo alguns elementos já do livro decorrente, o qual estarei falando um pouco hoje.

Para quem leu a primeira resenha, deve ter ficado a dúvida sobre Continuar lendo

De repente, nas Profundezas do Bosque

Fábulas não são meu forte. Geralmente porque associo, precipitadamente, com histórias da carochinha, para crianças. Porém li um livro recentemente que me fez mudar de opinião, pelo menos no caso dessa obra. Apesar de ser do gênero das fábulas, o livro é classificado pelo próprio autor como “para todas as idades”. Assim como “A Revolução dos Bichos”, o livro foi feito para levar uma história dupla, uma espécie de conto para alguns, e relato histórico para outros.

Deixe eu me explicar. Livros como esse são aqueles que trazem Continuar lendo

Ainda Não te Disse Nada

Já faz um tempo que acompanho a literatura nacional, geralmente livros clássicos. Comecei nessa linha durante a leitura obrigatória do ensino médio para os vestibulares públicos aqui de São Paulo, como o da USP. Mesmo depois desse período acabei tomando gosto pela coisa, e segui nesse caminho. Hoje tenho um bom número de livros nacionais lidos, o que me ajudou a conhecer um pouco mais da nossa escrita e seus traços.

Mas não podemos ficar preso num só estilo. E dentro da literatura nacional existe um nicho específico que eu não havia destrinchado até então: a literatura contemporânea. Já havia lido um livro, Insônia, de Marcelo Carneiro, mas você não consegue ter Continuar lendo

Nota

Jogos Vorazes

Eis que saiu o filme mais esperado de 2012. “Jogos Vorazes” causou um estardalhaço há alguns meses, com inúmeros sites e pessoas falando a respeito. Tal filme acabou de ser lançado, mais precisamente no dia 23 de março desse ano. Mas porque ele era tão esperado?

A causa principal foi o seu carro-chefe, o livro homônimo da autora Suzane Collins lançado em 2008, cuja trilogia rendeu inúmeros prêmios e boas críticas dos veículos especializados. Um dos maiores feitos foi da autora foi Continuar lendo

Seara Vermelha

Eis que terminei meu primeiro livro de Jorge Amado, algo que devia ter feito antes, bem antes. Pela importância dele como autor, sendo um dos principais romancistas brasileiros, achei estranho que eu não tivesse degustado nenhum dos seus trabalhos até então, o que instigou minha curiosidade e fez esse trabalho ser uma das minhas escolhas para leituras posteriores.

Como eu já estou habituado com a literatura brasileira, acabei Continuar lendo

Literatura em 2012

Há alguns meses atrás eu tinha feito um post mostrando quais os livros leria e faria resenha durante os próximos meses. Fiz isso com alguns, mas nunca podemos nos basear numa ideia fixa por muito tempo. Digo isso porque, nesse caso, descobri ótimos livros nos meses decorrentes, e a lista foi incrementada. Li nesse ano a trilogia deJogos Vorazes”, indicação da Brenda e da Adrianna. Gostei muito, não só Continuar lendo

O Príncipe [Parte 1]

Demorei muito para colocar essa resenha no ar. Tinha feito ela há aproximadamente um mês atrás porém não pude postar porque estava incompleta. Tinha feito a resenha à mão e quando fui passar para o computador fiz metade e deixei a segunda parte para o dia seguinte. Porém passei todo esse mês procurando a folha com a resenha, sem sucesso. Por isso postarei essa primeira parte, e assim que encontrar a segunda farei o possível para publicá-la. Nunca fui muito chegado a textos analíticos, que exploram uma situação ou ideia, colocando elementos que reforcem o pensamento a ser defendido, com exemplos e metáforas. São textos ricos, que trazem Continuar lendo

Lançamento: Ainda Não Te Disse Nada, de Maurício Gomyde

O autor brasileiro Maurício Gomyde está lançando nesse mês seu segundo livro [foi oficialmente no dia 15], Ainda Não Te Disse Nada, e em parceria com o L&A e outros blogs, estará realizando uma grande promoção valendo livros e iPad2. Então, fiquem ligados no blog, ok?! ;)

A capa é Continuar lendo

Tatiana Belinky e o feitiço do verbo

“[…] Porque dentro de um livro cabe um castelo, uma floresta, uma cidade inteira…”

                                                                                                   [Tatiana Belinky]

Em 1919, uma guerra civil assolava o território russo. Viver na terra de Stálin havia se tornado uma opção arriscada demais para aquela família, que, em meio a tanta confusão, resolveu migrar para a Letônia algum tempo depois. A menina Tatiana tinha pouco mais de um ano.

Tatiana passou parte da infância naquele país, na cidade de Riga. Sempre apaixonada por livros, aprendeu a ler cedo, descobrindo, por meio da leitura, um universo infinito de coisas infinitas. Continuar lendo